16 de nov de 2009

Gosto do gosto

(outras) coisas que eu gosto:

cheiro de chuva, abraços, de ficar horas vendo negativo, o bom humor dos outros que também me falta, de viajar de carro e de ônibus e esperar o tempo passar da janela, suco de laranja sem açúcar, andar devagar no supermercado admirando tudo,, andar do lado da janela no ônibus, pessoas educadas, acordar sem dor no corpo, dormir feliz por algo de tão bom do dia, comer muito doce, sorvete de morango, gratidão, carinho, saber que ainda tem gente nesse mundo que se importa com alguma coisa, beijo na testa, acreditar em mim, conseguir, ignorar reclamações internas, molhar os pés no mar, e ver que no fundo as coisas não são tão ruins assim.

3 de nov de 2009

Saudade

Saudade quero ver pra crer
Saudade de te procurar
Na vida tudo pode acontecer
Partir e nunca mais voltar
Como um bom barco no mar
Eu vou, eu vou

No tengo medo es la verdad
Y lo que sucederá
Podría perderme en esta felicidad
Cuando estás comigo
La distancia y el silencio
Son solo un instante que ya terminó

Saudade quero ver pra crer
Saudade de te procurar
Na vida tudo pode acontecer
Partir e nunca mais voltar
Como um bom barco no mar
Eu vou, eu vou



.
Essas é uma das canções mais lindas que já ouvi nos últimos tempos,
tá no novo cd do Otto que se chama: Certa Manhã Acordei de Sonhos Intranquilos.

8 de out de 2009

Barquinho na correnteza

Domingo- chove muito.

Resolvo viajar, fazer umas fotos e esfriar a cabeça depois de uma semana cheia no trabalho.Chego na praia e vejo apenas algumas gotas pingarem no mar ( a chuva acabou).
Fiquei pensando de que todo o tempo que ficamos juntos eu quis te levar pra ver o mar precisamente o mar em que me criei, ao qual você nunca foi " andar de mão dada na beira da praia por este momento eu sempre esperei..."

Despertador toca e alerta são 6h, isso significa que já é segunda- feira e tenho que trabalhar.

Antes de vir a praia, no dia da praia e ainda hoje, tenho pensado em você, em mim, em nós dois juntos e na vida.Nada muito fixo, tudo sem linearidade Sabe o tempo que eu deitava no seu peito e acabava dormindo?desse tempo eu me lembro bem e foi muito bom viver .
Os meus dias tem passado até rápido, tenho trabalhado muito, mais sempre me pego pensando em ti, preocupada pra saber como andam seus dias por ai, pelo mundo a fora, se consegue achar seus pertences quando perde, se tem dormido bem- e o cigarro ainda fuma? e teu cabelo? tenho muita curiosidade de saber como ele tá - o meu eu cortei ainda mais.Aquele cafuné e sentir o cheiro do teu sovaco enquanto você dormia- sinto falta.Quero saber tanto sobre seus dias, enquanto não sei vou tentando me guiar, essa semana terminei de ler um livro do meu autor preferido( que você nunca soube qual era) e tinha lindas citações onde em muitas delas pensei em você.Agora já penso em comprar outro, meus livros estão velhos e já não tem mais o mesmo sabor.
Deixa eu te contar, tenho planos para ainda esse ano.Quero comprar um computador e alugar um apartamento, queria que fosse com você, como naqueles nossos planos juntos e antigos ( mais eu já aceitei sua decisão de separação). " barquinho na correnteza e deus dará ..."
Voltando.
Queria te falar dos meu trabalho, como são os dias lá, as pessoas, e que já tem alguém que me irrita muito com seu jeito peculiar, das horas que não faço nada e até que resolvi entrar na academia- quero endurecer o bumbum.

Sei que é tarde, mais tenho sede em com partilhar minha vida com você.Já chega o fim da tarde por aqui hora do café no trabalho, e com um turbilhão de coisas na cabeça fico por aqui.Mais eu to bem, viu?
Ah! deixa eu te dizer que não tenho derramado nenhuma lágrima, e não é que esfriei meu coração, pelo contrário ele tá fervendo em chamas, mais decidi ver as coisas de outra forma
pra não me magoar, já que não pude evitar isso pra você.

Me desculpe por tudo que tenha feito e que te cansou.
Cuidado com a chuva, com os buracos na rua, não esqueça de se alimentar.Eu quero dizer: meu bem, se cuida.

Minha saudade e meu amor de sempre, te deixo.

31 de ago de 2009

Festival Internacional de Curtas

No final do mês de Agosto aconteceu em São Paulo, o festival internacional de curtas-metragens, e foi o primeiro ano que fui desde que comecei a morar na cidade, e todas as referências que eu tinha sobre o festival era de bom a ótimo, eu não sei quando me disseram isso , estavam falando sobre os filmes ou o fato de conhecer, encontrar pessoas.Eu fiquei decepcionada com os filmes que assistir,
alguns fascinantes mais a grande maioria muito ruins, ao ponto que as pessoas foram embora antes de terminar a sessão , outras dormiram e outras saíram correndo para não participar do debate depois dos filmes, eu vejo que existem muitos curtas que estão no YouTube que deverião está lá e tantos outros.

Escolheram alguns filmes por falta de uma opção melhor?

* Ano que vem terá um filme meu, rs.

29 de jun de 2009

Xixi no Banho

Segundo os ambientalistas, fazer xixi no banho faz com que você economize água da descarga.


http://www.xixinobanho.org.br/

20 de mai de 2009

Por que você faz cinema?

" Para chatear os imbecis
Para que conhecidos e desconhecidos
se deliciem
Para que os justos e os bons ganhem dinheiro,
sobretudo eu mesmo ..."


Pra poder juntar tudo que eu gosto de algum filme que eu vi ali, outro que eu vi aqui e criar minha própria expectativa das coisas que gosto, e ai eu compartilho com as outras pessoas o que faço, embora muitas vezes elas não irão gostar do que vê.
Acredito que o cinema é uma coisa muito difícil de fazer, de realizar o projeto no sentindo mais amplo da palavra e ai não da pra dizer que você sente um amor romântico quando o faz, por que é muito árduo- mais é uma paixão, é minha paixão e não é passageira - vem desde de quando eu era criança quando meus pais aos finais de semana,iam juntos a locadora e locavam de 2 a 5 filmes e depois eles tinham um caderninho vermelho onde anotavam: o nome do filme, o genêno
e a data em que eles assistiram, e julgavam se era : bom, ou muito bom ( tudo para não
esquecer o filme que já tinha visto) e se fosse muito bom ao ponto de revê-lo tinha uma
estrela ao lado do nome do filme. E com o tempo em que eu cresci eu e meu irmão
tinhamos os nossos nomes como dependentes deles para também podermos alugar
nossos filmes ( isso era ótimo), e lembro muito bem, que desde daquela época
meus filmes preferidos eram europeus e brasileiros, meu irmão gostava mais de ação.

cinema liberta todas as frustrações de coisas não ditas e que não foram feitas,
mais que na tela podem se realizar- e todo filme é autobiográfico.

trás a pipoca?

12 de mai de 2009

Tinindo Trincando

" Eu vim da Bahia, mais um dia ainda volto pra lá..."
Cantaria a Gal, em alto e bom som.

Os baianos tem uma suavidade na voz, que me encantam desde criança.
Eu não consigo lembrar de nenhum momento que em casa junto com meus pais, não se tocava na vitrola o Caetano, Dorival e sim os Novos Baianos de quem eu gostaria de dizer..." preta preta pretinha..." e esse som nunca saiu da minha cabeça e ai eu fui crescendo e fui a um show dos Moraes Moreira, e bem depois do Pepeu, mais nunca no show completo com toda a banda, com o passar dos anos achei que era impossível, é como não poder ver o Beatles .
E no dia 3 de maio em São Paulo, na Av.São João eu assisti o show, (com o desfalque do Moraes),com mais de 30 mil pessoas ali, dançando e cantando, foi incrivelmente bom , inesquecível toda aquela mistura de ritmos musicais .
E assim como meus pais me mostraram os baianos, a um filho, um sobrinho eu vou mostrar também- e tenho dito.

Saravá!

15 de abr de 2009

Crise

Não é a crise mundial que se houve falar a toda hora, não é nos Estados Unidos e nem na Europa, é aqui bem perto ao lado, em São Paulo, é a minha crise com a cidade, hora com a poluição, hora com as pessoas, com o trânsito- é uma crise frequente que eu tenho com essa cidade.Dessas relações que você briga, apanha mais nunca deixa, se fosse me referir a uma pessoa, isso seria lamentável, eu brigo com tudo isso, mais no final sempre volto pra casa feliz.
Não sei até quando eu fico, e por enquanto mesmo com todas as inconstâncias,
eu amo São Paulo.

13 de mar de 2009

Gastrossexuais

Por esses dias vi esse termo em um programa de tv, achei interessante e fui pesquisar e segundo a internet que dizer : homens que cozinham por prazer e para mulheres; na qual essa parte me interessa demais.Eu gosto de varrer, arrumar, mas cozinhar jamais, não consigo acreditar que alguém goste de ficar 1, 2h fazendo comida e dizer que isso da prazer, quando eu terminasse de fazer essa comida perderia a fome, fazer por necessidade até vai-mas por prazer não não.
Na pesquisa dizia mais que, variam entre homens de 25 e 45 anos, isso significa dizer o quê? que são homens maduros, realmente adultos ( adoro isso) e bem sucedidos; e que eles fazem isso muitas vezes também para seduzir as namoradas e esposas ( ninguém me seduz pela comida) mais fazendo eu estou comendo, ora! e a parte ruim disso é que eles esperam e querem que você elogie a comida dele, mais pelo simples fato de que eles gostam de se exibir, já que são homens e cozinham muitas vezes bem melhor que uma mulher.
Não importa que prato seja, e já que eles querem, tá eu elogio

- Onde tem um homem desse urgente?

- E qual o prato de hoje?
eu lavo a louça.

9 de fev de 2009

Profana

O carnaval está chegando no Brasil inteiro, mais no Nordeste os bailes e festinhas já estão bombando.Minha relação com essa festa popular mais adorável, que foi criada pela Igreja Católica( quando eu estudava na escola católica, as freiras não gostavam de falar sobre o assunto, é como se fosse uma vergonha) e que antecede a semana santa, pra mim é como se dissessem "pode cair na gandaia no carnaval , mais depois 40 dias sem comer carne e todos hajam como santos " uma hipocrisia danada ,festa essa que curto desde de criança com minhas fantasias de mulher-gato e de baiana é tão intensa, que no periódo que acontece eu fico triste por não participar de fantasia junto com todos os passos dançantes, desde dos 10 anos de idade eu viaja para Olinda, e fica fascinada com tanta gente que cabia naquelas ladeiras, eu fui crescendo e o amor pela cidade foi junto, ainda mais quando eu já podia ir para o Recife Antigo a noite, e depois por mais nove anos foram assim, até que nesse ano não poderei ir pela data injusta de ser só no final do mês, onde já estarei bem longe de volta ao caos de São Paulo.
Eu gosto do frevo, do maracatu, do Alceu Valença cantando na varanda da sua casa na terça de carnaval, das fantasias, dos blocos encontrando-se nas esquinas das ladeiras, dos bonecos, eu gosto de toda aquela gente reunida do mundo inteiro de todas as classes e cores na rua botando o corpo pra mexer por um só motivo.
Tão desanimada por ter ficar em frente a tv vendo escola de samba, que não sei com qual fantasia iria esse ano, só sei que queria uma saia branca rodada e algumas coisas no cabelo, talvez terminasse na baiana de novo.


"Olinda, quero cantar
À ti, esta canção
Teus coqueirais, o teu sol, o teu mar
Faz vibrar meu coração
De amor a sonhar, minha Olinda sem igual
Salve o teu carnaval "


- desce uma cerveja.

16 de jan de 2009

sem cor

E o coração não anda mais adocicado,e não por falta de um sorriso largo, de mãos dadas, do olhar profundo e nem da música que costumava tocar no fundo todas a noite, talvez sejam outros tipos de emoções que faltam; assim algo mais intimo, que seja acolhedor.
O que você pensa sobre eu não responder o que eu sinto? que é mentira ou omissão, simplesmente ficar em silêncio-eu penso sobre isso as vezes, e penso também que suas palavras tantas delas que crescem compulsivamente, e muitas não são verdadeiras, são só para preencher um espaço vazio, esse silêncio que sinto te incomodar.
Tem algo que eu ando sentindo, que tem me atordoado, são os seus segredos ; é eu sei muito deles e não te digo que sei certamente nunca irei dizer, porque de certa forma mesmo que eu queira dizer e te deixar paralisado com tudo que eu sei( só por motivo de vingança) eu me sinto te invadindo, não quero resgatar esses pedaços que você tanto esconde, é acredite eu guardo todas as coisas que descubro de você, só pra mim.Eu sei que as vezes você se sente inseguro sem saber exatamente que lugar ocupas dentro de mim, e assim jamais diria algo que me fizesse sentir com poder sobre você, o que no fundo sinto intensamente e tu esconde, e pra não agir diferente eu te cito meu escritor favorito dizendo ( "não saberás nunca que nesse exato momento tens a beleza insuportável da coisa inteiramente viva ").
Sabe aquele sentimento, aquela vontade de ir embora que eu sinto de vez enquando?
voltou arduamente, e os nossos corpos não estão mais juntos, mesmo com todo esse tempo e com tanta coisa vivida juntos, e ainda tem a estrada que é super longa ; e sei que quando isso acontecer
- você ficará tenso e irá acender seu cigarro.

-me beija e esquecemos tudo.

8 de jan de 2009

voando sozinha

Depois de alguns meses sem andar de avião, eu descobrir ontem voando, que aos poucos as aeromoças estão sendo substituidas.Antes elas te indicavam o que fazer em caso de emergência fazendo aqueles gestos que no final pareciam engraçados, porque lembravam rôbos; mais não existe mais isso, simplesmente cai uma tv na sua frente que mostra tudo, no máximo elas servem seu lanche que acredito que daqui a algum tempo, os lanches estarão ao lado do seu assento, e elas deixam sim os homens mais felizes com aquelas belezas de cinema( o símbolo sensual que elas representam), e também atendem a outros pedidos como a solicitação de um copo d'água e pronto, no futuro próximo terá uma aeromoça apenas para cuidar da saúde e segurança dos passageiros durante o vôo.

Só queria falar da minha revolta.